Buscar
  • ovidio nascimento

No Dia Internacional de Combate à Corrupção, vice-prefeito de Guaíra é preso por desvio de dinheiro



O Gaeco amanheceu em operação que investiga desvio de dinheiro dos cofres da Prefeitura de Guaíra, nesta quarta-feira, Dia Internacional de Combate à Corrupção. O principal suspeito de coordenação da quadrilha que envolve servidores municipais e empresários de Guaíra é o vice-prefeito Renato César Moreira, que ocupou a Diretoria de Educação, Esportes e Cultura, justamente os setores em que há evidências de corrupção.

O desvio seria feito a partir de licitações envolvendo o projeto social de judô, vôlei, basquetebol dentre outros e também fraudes licitatórios a partir de contratos superfaturados em pagamento de vantagens indevidas a agentes públicos, além de utilização de empresas fantasmas ou de fachada.

As informações foram passadas na coletiva de imprensa nesta quarta-feira pelos promotores de Justiça André V. de Freitas, Rafael Piola e outros três que estiveram em Guaíra mais cedo recolhendo documentações, computadores e dispositivos de memória, mais a quantia aproximada de R$ 50 mil em espécie e cheques. Treze contas bancárias ficaram com o sigilo afastado para maiores investigações do Gaeco. O total do desvio apurado até o momento seria de R$ 2 milhões.


PRISÕES

Equipe do Batalhão de Ação Especial de Polícia auxiliou na prisão de dez suspeitos que serão interrogados nesta quinta-feira, 10, e deverão permanecer presos até no máximo dez dias para o cumprimento das investigações.

Os suspeitos presos que permanecem em Franca são André Luís Guimarães Fonseca, André Luiz Domingues, Alessandro Camilo da Silva, Leonardo dos Santos Souza, Rafael Albuquerque Braghiroli, Rafael Pires Monteiro, Renato César Moreira, Ricardo Donizeti de Souza, Paulo Henrique Rodrigues Caetano e Stefânio Bonvino Stafuzza.


OPERAÇÕES

A operação Golpe Baixo que envolve o vice-prefeito e mais pessoas - das quais nove estão sob investigação - foi realizada paralelamente com outra de maior porte envolvendo prefeituras da região e a empresa Seleta. Essa operação mais ampla foi denominada Operação Hamelin que apura desvio de aproximadamente R$ 40 milhões.

Desta operação que envolve outras prefeituras, o único prefeito afastado do cargo é o de Guaíra, José Eduardo Coscrato Lelis. Além dele são investigados o ex-prefeito Sérgio de Mello (PT), o ex-prefeito José Carlos Augusto (DEM) - atualmente Secretário de Obras e Planejamento da Prefeitura de Guaíra - e também o vice-prefeito Renato Moreira, igualmente afastado.

Com o afastamento de ambos - prefeito e vice -, assumiu interinamente a Prefeitura de Guaíra o presidente da Câmara Municipal, José Reinaldo dos Santos Júnior (DEM).


O promotor do Gaeco, Rafael Piola, atendeu a imprensa durante a coleta de provas no gabinete do prefeito José Eduardo Coscrato Lelis. Falando ao repórter Marcos Felipe (EPTV) e Ovídio Nascimento (OPINIÃO) em foto de Talita Dias. Nessa oportunidade, informou que a coletiva de imprensa não seria em Guaíra, mas em Franca às 15h, onde o jornal OPINIÃO pode coletar mais informações que serão publicadas na íntegra na edição deste sábado, 12.


Reportagem: Talita Dias


820 visualizações0 comentário

Veja nossas informações nas redes sociais

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube

© 2020 Opinião Guaíra  |  Jornal, Revista e Indoor